Justiça Eleitoral do Paraguai ratifica as vantagens da urna eletrônica que imprime voto

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

A Justiça Eleitoral do Paraguai ratificou, nesta segunda-feira (27), as vantagens das urnas eletrônicas, que serão utilizadas novamente nas próximas eleições primárias de 18 de dezembro e nacionais (presidente, legisladores, governadores e outras autoridades) em 30 de abril de 2023.

“As máquinas de votação, para nós, são um elemento fundamental para cumprir a Lei nº 6.318 aprovada em 2019. Dentro dessa legislação há um parágrafo que exige a implementação do voto eletrônico em nível nacional”, explicou o diretor de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), Fausto von Streber.

Ele afirmou que a votação, através do uso do boletim de voto eletrônico, proporciona segurança ao eleitor, permitindo verificar a coincidência entre o registro eletrônico e o voto impresso, o que possibilita o escrutínio público totalmente controlado pelos cidadãos e pelos representantes do poder político. agrupamentos.

“As máquinas têm duas funcionalidades, o principal elemento é que o escrutínio à mesa é público e supervisionado, com esta tecnologia os membros da mesa de votação contam os votos, seria uma mistura entre votação electrónica e votação tradicional”, explicou.

Ele ressaltou ainda que o equipamento foi amplamente aceito pelo público e é considerado um sistema de votação inovador, que permite ao eleitor selecionar os candidatos em uma tela sensível ao toque e imprimir o seu próprio boletim cujo chip armazena suas informações.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Endereço

TORRE MARECHAL

Rua Marechal Floriano Peixoto, 960 – Centro 

Foz do Iguaçu / PR,

CEP: 85010-250

Salas: 53 e 54 – 5° Andar

Desenvolvido por: