Grupo Mundial

Hora de Desabafar: Pesquisa quer saber opinião do usuário sobre o transporte coletivo

Os iguaçuenses que ainda não responderam a pesquisa sobre o transporte coletivo têm mais uma semana para responder o questionário, que faz uma avaliação da situação atual e tem como objetivo entender as necessidades da população para construir um novo sistema. 

 

Em menos de três minutos, é possível responder às perguntas, que são diferentes para aqueles que usam os ônibus do que para as pessoas que não utilizam. A pesquisa realizada pela Prefeitura Municipal e o Instituto de Transporte e Trânsito de Foz do Iguaçu – Foztrans está disponível pelo link clicando aqui.

 

O secretário da Transparência e Governança, José Elias Castro Gomes, reforça que é muito importante a contribuição de toda a população por meio da pesquisa. “São respostas que ajudarão a administração municipal a saber o que as pessoas pensam sobre o atual formato e o que esperam de um sistema de transporte urbano. Tanto aqueles que precisam dos ônibus atualmente, como aqueles que atualmente não usam, mas poderiam utilizá-lo se ofertadas melhores condições”, afirma. 

 

Pesquisa de campo

A pesquisa on-line foi iniciada em outubro deste ano. Em novembro, foi feita também uma pesquisa em campo no Terminal de Transporte Urbano (TTU), em ponto de ônibus e em residências. 

 

O objetivo da pesquisa pública é ter indicadores sobre o número de pessoas que utilizam o transporte coletivo diariamente, quantas deixaram de utilizar e por que, quais os reais problemas enfrentados diariamente, e o que faz o cidadão não utilizar o transporte público.

 

Entre os fatores avaliados, estão as condições dos veículos, do TTU, dos pontos de ônibus, o respeito e a cordialidade dos motoristas e cobradores, a limpeza e a segurança dentro dos ônibus.  

 

A terceira etapa da pesquisa, também já finalizada, foi uma entrevista em profundidade, no modelo qualitativo, com não usuários do transporte. Nesta fase, puderam ser levantadas informações como quanto o morador gasta por dia para se locomover com outros meios, como carro, moto táxi ou transporte por aplicativo.

 

A pesquisa tem o apoio da Câmara de Vereadores, do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte e do SITROFI (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Foz do Iguaçu).

Foz do Iguaçu

Paraná

Brasil

Mundo