Grupo Mundial

Cinco mil atletas tiveram apoio da Prefeitura em competições ao longo de 2021

Para quem estava sentindo falta dos eventos esportivos, 2021 marcou a volta das competições ao calendário estadual e nacional. Em todas elas, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer se fez presente e apoiou mais de cinco mil atletas em 300 eventos.

Cada um desses competidores levou o nome de Foz do Iguaçu aos lugares mais altos dos pódios nas disputas realizadas em estados pelo Brasil e municípios paranaenses, como Jogos Aberto, Jogos da Juventude, Jogos Universitários, campeonatos brasileiros de basquete, vôlei, footgolf, atletismo, natação, tênis de mesa, entre muitos outros.

Contudo, não são apenas os custeios para viagens e materiais que a Secretaria de Esporte e Lazer oferece. O treinamento e estrutura proporcionados aqui na cidade tornaram-se um diferencial. Os técnicos desportivos do município treinam equipes e atletas, os incentivam a buscar os melhores resultados e, acima de tudo, mostram que o esporte pode ser uma ferramenta de mudança.

Times fortalecidos

Um dos muitos casos de sucesso neste ano foi com a equipe feminina da Associação de Basquete de Foz do Iguaçu (Abasfi). O time teve uma temporada para nunca mais esquecer, participando de todos os campeonatos da categoria de base à adulta.

Com o time principal, os títulos do Campeonato Paranaense, pela primeira vez em 20 anos; dos Jogos Abertos do Paraná e Jogos Universitários do Paraná, além do bronze no Campeonato Brasileiro, com outras equipes de todo o Brasil.

O técnico Cláudio Lisboa lembra que o investimento na base é o responsável pelo sucesso do presente e destaca a importância do apoio na realização do trabalho com os atletas, que treinam em dez escolinhas na cidade.

Cerca de 80 alunos recebem a bolsa atleta, desde os iniciantes até adulto. A Abasfi também é apoiada pela Itaipu Binacional, universidades e colégios, que cedem bolsas de estudo para os jogadores.

“Ter quem acredita no esporte junto conosco é muito importante. Com o patrocínio, eles conseguem manter o sonho de um dia virarem profissionais, podendo usar esse valor para comprar tênis, pagar a passagem para os treinos e outros custos. Se o basquete em Foz está sendo um exemplo para o Paraná, muito disso passa por esse apoio”, relata Lisboa.

Atletas orgulhosos

Pedro Tonello é um dos mestres da Associação Iguaçuense de Judô, que atende a mais de 20 alunos no Ginásio Costa Cavalcante. Além de professor, é também um dos atletas de rendimento e recebe a bolsa atleta para se dedicar ainda mais aos trabalhos.

“Chegamos neste local onde estamos por conta do apoio da Secretaria de Esporte e Lazer, que está sempre de portas abertas para nos receber. Isso fortalece os nossos treinamentos e nos dá ainda mais garra pra representar a cidade e orgulhar os moradores”, garante.

Foz do Iguaçu

Paraná

Brasil

Mundo