Grupo Mundial

Câmara de Foz aprova lei que concede privilégios a falsas “minorias”

Nessa última terça-feira (14), foi apresentando o projeto de lei nº 121/2021 da vereadora Yasmin Hachem (MDB), que privilegia falsas minorias. Em uma estratégia de ninja a nobre vereadora usou as mulheres de escudo para embutir no mesmo texto as pessoas transgêneras, confira:

 

“Nas licitações promovidas pela administração pública municipal direta e indireta constarão, em todos os editais de licitação para contratação de prestação de serviços que prevejam a contratação de mão de obra, clausula que assegure reversa de vagas para egressos do sistema penal, mulheres vitimas de violência domestica e pessoas transgêneras, salvo nos casos de comprovada inviabilidade, devidamente justificada pela autoridade competente.”

 

E não termina por aí…

 

“a disposição de vagas NÃO SERÁ INFERIOR A 10% (dez por cento) do número total de vagas ou uma vaga quando for fração.”

 

O vereador Cabo Cassol (Podemos), se posicionou contra o PL, ele foi vaiado e chamado de lixo pelas mesmas pessoas que poderão no futuro ser beneficiadas por esse projeto de lei.

 

O PL foi aprovado por 11 votos favoráveis e 3 contrários, dos vereadores: Cabo Cassol (Podemos), Dr. Freitas (PSD) e Jairo Cardoso (DEM)  

Foz do Iguaçu

Paraná

Brasil

Mundo