Grupo Mundial

Bombeiros salvam 124 banhistas em oito dias de trabalho no Litoral

A atuação dos guarda-vidas do Corpo de Bombeiros do Paraná no Litoral tem sido intensa desde o início do Verão Paraná – Viva a Vida 2021/2022. Em oito dias, de sábado (18) a domingo (26), os profissionais fizeram 19.843 orientações aos banhistas e 6.882 advertências para que pessoas saíssem de pontos perigosos no mar. A orientação é para se divertir apenas nas áreas protegidas.

Desde o início do Verão Paraná, o Corpo de Bombeiros já retirou 126 pessoas do mar, sendo 110 afogamentos com vítimas ilesas, em que elas não precisaram de atendimento médico, 13 afogamentos leves e um afogamento moderado, em que os guarda-vidas fizeram o atendimento na areia e o encaminhamento para uma unidade hospitalar. 

Até agora houve duas mortes por afogamento, ambas em áreas sem proteção de guarda-vidas. A primeira ocorreu na Ilha do Mel, na Praia de Encantadas, na última quinta-feira (2), e a segunda neste domingo (26), em Guaratuba.

“A principal orientação é que as pessoas sempre procurem uma faixa protegida por guarda-vidas para tomar seu banho de mar de forma segura. Assim, caso aconteça qualquer situação dentro da água, os guarda-vidas estão próximos e poderão agir de maneira mais rápida que em faixa não protegida”, salientou a porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente Ana Paula Inácio de Oliveira Zanlorenzzi.

PULSEIRAS – Além do cuidado dos guarda-vidas para evitar afogamentos, os bombeiros militares também fizeram a entrega de 1.569 pulseirinhas de identificação nos Postos de Guarda-Vidas para as crianças, garantindo maior agilidade na localização delas caso se percam de seus pais ou responsáveis. Graças a pulseirinha, 80 crianças perdidas foram encontradas. 

A tenente Ana Paula reforça que as crianças jamais podem estar desacompanhadas na areia. “As pessoas precisam estar atentas, não se distrair com celular ou outro tipo de equipamento eletrônico, e, ao entrar no mar, precisam estar bem próximas para caso a criança necessite de ajuda”, salientou. 

FATAL – Neste feriado de Natal houve a segunda morte por afogamento no Litoral. A situação foi por volta de 9h30 de domingo (26), entre a Barra do Saí e Coroados, em Guaratuba, numa área fora da faixa protegida por Guarda-Vidas.

Os bombeiros foram informados do afogamento e fizeram buscas com motoaquática e técnicas de mergulho livre, além do apoio da aeronave do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA). Após quase uma hora de buscas, a vítima foi localizada e retirada da água.

Os bombeiros fizeram os procedimentos de reanimação cardiopulmonar, mas a vítima não reagiu.

Em ambos os casos fatais, as pessoas estavam em áreas não protegidas por Posto de Guarda-Vidas. “Estamos reforçando diariamente a orientação para que os veranistas não entrem no mar em pontos longe dos guarda-vidas, pois o socorro pode não chegar a tempo”, destacou a tenente.

 

Foz do Iguaçu

Paraná

Brasil

Mundo

Bombeiros salvam 124 banhistas em oito dias de trabalho no Litoral

O episódio de chuva extrema acontece meses depois de uma onda de calor história na região de Colúmbia Britânica que provocou as mortes de 500 pessoas e incêndios.

Estes eventos estão aumentando em frequência devido aos efeitos da mudança climática provocada pelo homem. 

Foz do Iguaçu

Paraná

Brasil

Mundo