Grupo Mundial

Aliados da Ucrânia deixam armas de lado e projetam sanções severas contra a Rússia

A possibilidade de uma invasão da Ucrânia pela Rússia é real, em meio à mobilização de tropas russas perto da fronteira e aos consequentes alertas do Ocidente quanto à iminência de um ataque. Entretanto, embora manifestem constantemente apoio a Kiev nessa disputa, Estados Unidos e União Europeia (UE) não fizeram menção pública de que agiriam militarmente em defesa do aliado. A resposta mais provável seria através de sanções financeiras. E opções para isso não faltam, segundo a agência Associated Press (AP).

 

O secretário de Estado norte-americano Antony Blinken afirmou na última semana que Washington tem na manga “medidas econômicas de alto impacto que evitamos tomar no passado”. Já o presidente Joe Biden falou em um “conjunto de iniciativas mais abrangente e significativo para tornar isso muito, muito difícil para [o presidente russo Vladimir] Putin”.

 

A mais dura opção de sanção que os aliados têm contra a Rússia é a exclusão do país do SWIFT, um sistema de pagamentos baseado na Bélgica que movimenta dinheiro entre milhares de bancos em todo o mundo. É o que se convencionou chamar de “opção nuclear” no campo das sanções financeiras. E a medida já foi inclusive aprovada pelo Parlamento Europeu para o caso de invasão.

Foz do Iguaçu

Paraná

Brasil

Mundo