Grupo Mundial

Otan pede ‘transparência’ à Rússia e vê crescer tensão entre Moscou e o Ocidente

O secretário-geral da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), Jens Stoltenberg, pediu “transparência” à Rússia em meio à movimentação militar de Moscou perto da fronteira com a Ucrânia. A manifestação ocorreu após um encontro que o líder do bloco teve com Dmytro Kuleba, ministro ucraniano das Relações Exteriores, conforme informações da rede britânica BBC.

 

“Vemos uma concentração incomum de tropas e sabemos que a Rússia se dispôs a usar esse tipo de capacidade militar antes de realizar ações agressivas contra a Ucrânia”, disse Stoltenberg, que alertou Moscou para os riscos de uma eventual agressão e deixou clara a posição da Otan de apoio a Kiev em nesse caso.

 

No final da última semana, os EUA emitiram um alerta aos seus aliados da União Europeia (UE) sobre a possibilidade de invasão do território ucraniano pelo exército russo. Na ocasião, Washington também reforçou seu apoio à Ucrânia, que denunciou a presença de cerca de cem mil soldados russos na região fronteiriça.

Foz do Iguaçu

Paraná

Brasil

Mundo